https://www.memsuplementos.com/1513-thickbox_default/calciod3-100-capsulas-de-500mg-grupo-melcoprol.jpg Ver ampliado

Cálcio+D3 - 100 Cápsulas De 500mg - Grupo Melcoprol

Necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influência consideravelmente no sistema imunológico.

 Usada no tratamento de doenças autoimunes, como artrite reumatóide e a esclerose múltipla. A falta deste nutriente favorece 17 tipos de câncer.

Psiquiatras do UT "Southwestern Medical Center" nos Estados Unidos, encontraram uma ligação entre baixos níveis de vitamina D e depressão.

Mais detalhes

CD-3

Disponibilidade: Disponível

R$ 25,00

R$ 35,00 por 25,00

Informe o CEP para cálculo do frete do produto

Aguardando CEP


O Cálcio só consegue ser fixado no corpo se houver vitamina D em grande disposição.

A Vitamina D3 é aquela que fará com que ele adentre o tecido esponjo e se fixe.

Sem cálcio suficiente presente no corpo, os ossos são susceptíveis a tornarem-se fracos, quebradiços e flexíveis e, portanto, eles seriam mais propensos a fraturas e quebras.

a importância do cálcio para regular os ritmos cardíacos, auxiliar na função muscular, regular a pressão arterial e níveis de colesterol são de grande importância para o organismo.

 

A vitamina D é um hormônio esteróide lipossolúvel essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular.

A principal fonte de produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância.

Alguns alimentos, especialmente peixes gordos, são fontes de vitamina D, no entanto a quantidade diária adquirida através da alimentação é insuficiente.

Sintetizada pelo organismo com a influência da luz solar a necessidade da suplementação é vital já que o sol é responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe.

A grande vantagem é que ela também pode ser produzida em laboratório e ser administrada na forma de suplemento, quando há a deficiência e para a prevenção e tratamento de uma série de doenças graves.

Agindo na secreção hormonal e em diversas doenças crônicas não transmissíveis, entre elas a síndrome metabólica que tem como um dos componentes o diabetes tipo 2. Ela Participa do controle das contrações do músculo cardíaco, necessárias para bombear o sangue para o corpo.

Além disso, ela permite o relaxamento dos vasos sanguíneos na produção do principal hormônio regulador da pressão arterial, a "renina".

A falta de vitamina D pode levar ao acúmulo de cálcio na artéria, favorecendo o risco de formação de placas. As chances de desenvolver doenças cardiovasculares como insuficiência cardíaca, derrame e infarto são maiores.

Uma pesquisa feita com 50.000 homens pelo "Harvard School Of Public Health", durante dez anos observou que aqueles que tinham deficiência de vitamina D possuíam duas vezes mais chances de sofrer um ataque cardíaco do que homens que não tinham a deficiência.

A vitamina D é um nutriente que pode prevenir uma variedade de doenças crônicas, incluindo diversos tipos de câncer. Entretanto, muitas pessoas têm uma deficiência dessa substância no organismo, já que muitos alimentos não são ricos em vitamina D. Na verdade, a fonte mais abundante desse nutriente não é uma comida, é o sol.

Contudo, a exposição excessiva aos raios também pode causar problemas de pele. Por tudo isso, manter um nível adequado de vitamina D no organismo é bem complicado. No entanto, por meio de uma alimentação equilibrada, de uma exposição cuidadosa ao sol e de suplementos vitamínicos, é possível aproveitar todos os benefícios desse nutriente tão importante.

A vitamina D se subdivide em vitamina d2, chamada de "ergocalciferol", e vitamina D3 ou "colecalciferol". Ambas poder ser obtidas através da alimentação, no entanto somente a D3 é sintetizada a partir da exposição solar.

A vitamina D já está sendo utilizada no tratamento de doenças autoimunes, condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo por engano. É um imunoregulador que inibe seletivamente o tipo de resposta imunológica que provoca a reação contra o próprio organismo.

O tratamento de doenças autoimunes com vitamina D é algo recente, mas é visto por especialistas como um grande avanço da medicina.

Benefícios:

-Os benefícios para a perda de peso são extremamente significativos, pessoas com bons níveis de vitamina D queimam mais gordura e perdem peso. Esse fenômeno se deve à presença de receptores nas células, que estimulados ativam uma queima de gordura mais intensa;

-Ajuda na saúde muscular como um todo. O seu papel na conexão entre os músculos e o sistema nervoso é muito importante. As funções da vitamina D na síntese de proteínas são bastante significativas para o crescimento dos músculos;

-No período inicial da gravidez podem ocorrer abortos múltiplos, pode ser que o sistema imunológico da mãe esteja rejeitando a implantação do embrião. Como a vitamina D age no sistema imunológico, pode corrigir este problema;

-Mais um dos benefícios desse hormônio é um impacto positivo sobre a secreção de insulina, de modo  que amplia a capacidade do corpo processar o açúcar, ajudando a evitar o desenvolvimento de diabetes tipo 2;

-Fornece proteção a centenas de genes. Sem essa proteção, esses genes se tornam sujeitos a alterações nocivas podendo desenvolver doenças cardiovasculares e autoimunes, mas, sobretudo do câncer;

-Crianças com deficiência de vitamina D, têm chances de desenvolver infecções respiratórias. Já adultos com menores quantidades contraem mais resfriados e problemas no trato respiratório;

-Há um efeito positivo sobre as artérias de pessoas com bons níveis de vitamina D, deixando as paredes menos rígidas, de forma que a arteriosclerose é evitada ou mesmo aliviada;

-Proporciona uma memória mais eficiente já que influência diretamente no seu desempenho, melhorando as pontuações de QI em virtude do raciocínio mais rápido e claro;

-Importante para a saúde hormonal pois estimula a produção adequada de estrogênio nas mulheres e de testosterona nos homens promovendo o aumento da libido;

-A influência negativa da vitamina D sobre os níveis de cortisol pode ser de grande ajuda, uma vez que esse hormônio estimula o acúmulo de gordura abdominal;

-Estimula uma maior densidade óssea, de forma que colabora para um crescimento saudável das crianças e evita a osteoporose nos adultos e idosos;

-Ajuda a controlar os níveis de fosfato e cálcio no organismo, evitando o enfraquecimento e amolecimento dos ossos provocando o raquitismo;

-Reduz os sintomas da TPM por regular os níveis de cálcio no organismo, mineral que alivia as contrações musculares que provocam cólicas;

-A ausência desta vitamina no final da gravidez, pode causar a pré-eclampsia, doença na qual a gestante desenvolve a hipertensão;

-Possui a capacidade de estimular o sistema imunológico, esta potência ampliada é capaz de proteger o corpo de varias doenças;

-A vitamina D fornece proteção a centenas de genes e ajuda a controlar os níveis de fosfato e cálcio no organismo;

-Reduz a pressão arterial de pessoas hipertensas, além de estabelecer um menor risco de infarto do miocárdio;

-Pode prevenir doenças como a esclerose múltipla, o mal de Alzheimer, o mal de Parkinson e a demência;

-A vitamina D é essencial na gravidez. No primeiro trimestre a falta dela pode levar a abortos.

-Estabelece um menor risco de infarto do miocárdio;

-Estimula a produção de testosterona e estrogênio.

 Propriedades:

A vitamina D foi denominada desta forma em 1922, pois naquela época acreditava-se que ela só poderia ser obtida por intermédio da alimentação.

Ela foi batizada de D por ter sido a quarta substância descoberta, depois das vitaminas A, B e C. A partir da década de 1970 os pesquisadores descobriram que a vitamina D poderia ser sintetizada pelo organismo, ou seja, na realidade ela é um hormônio, não uma vitamina.

O neurologista Cícero Galli Coimbra, professor associado e pesquisador da "Universidade Federal de São Paulo" (UNIFESP), já realizou o tratamento com cerca de 1.200 pacientes com esclerose múltipla e muitos outros com diferentes tipos de doenças autoimunes utilizando principalmente o tratamento com doses de vitamina D.

O tratamento pode não só evitar que a doença avance como também proporcionar a recuperação de seqüelas recentes. Tudo irá depender da doença e do tempo que a pessoa tem as seqüelas, por isso o quanto antes iniciar o tratamento, melhor.

A vitamina D é necessária para a absorção do cálcio pelos ossos. Pessoas com deficiência de vitamina D chegam a aproveitar 30% menos de cálcio proveniente da dieta.

Um exemplo da importância da combinação dessas duas substâncias é que sempre que a recomendação de suplementação de cálcio é feita, a vitamina D esta presente, pois atua na absorção do mineral.

Sabemos que a principal função do cálcio e que a maioria das pessoas já conhece é justamente a de promover o fortalecimento dos nossos ossos e dos nossos dentes, entretanto não é só para isso que esse mineral tão importante serve.

Para quem não sabe ele age na região do sistema nervoso do ser humano, mais precisamente em sua parte central, de tal forma que promove a diminuição dos riscos de sofrer com doenças ligadas à parte neurológica e até mesmo com enfermidades que atingem a região dos músculos. Aliás, o cálcio auxilia bastante no transporte de proteína.

O cálcio é um mineral essencial para o organismo, porém o consumo ainda é muito baixo entre os brasileiros. Vale ressaltar que 99% do cálcio no nosso organismo estão nos ossos e nos dentes e 1% restante está no sangue, nos fluidos extracelulares (fora das células) e no interior das células, regulando funções essenciais.

Existem várias vantagens de fazer o uso do Cálcio +D3. O principal deles é que ele não é um remédio e, por conta disso, não oferece riscos para a saúde, desde que seja usado dentro da quantidade recomendada.

Para que haja a absorção pelo organismo da vitamina D3, é imprescindível a exposição ao sol, pois ela é ativada na pele por meio dos raios ultravioletas.

O uso da suplementação é um recurso para proporcionar ao organismo a reposição de nutrientes e vitaminas que estão em falta. A deficiência de vitamina D é uma das mais severas e que pode causar sérios riscos à saúde.

Dados e Pesquisas: Ingredientes:

- Um estudo realizado pelo "Institute of Child Health" da Inglaterra acompanhou 10.000 crianças finlandesas desde o nascimento e observou que aquelas que receberam regularmente suplementos da vitamina tiveram 90% menos chances de desenvolver diabetes tipo1.

- Uma pesquisa feita pela "Universidade de Zurique" com 40.000 pessoas com mais de 65 anos observou que a suplementação de vitamina D reduz em 20% o risco de fraturas no quadril e em outras regiões com exceção da coluna vertebral.

- O fato da vitamina D influenciar a produção de renina também é interessante para prevenir o diabetes, pois a falta desta substância favorece a doença. Além disso, a produção de insulina pelo pâncreas requer a participação da vitamina D.

- Uma pesquisa publicada no "The American Journal of Clinical Nutrition" feita com mais de 1000 gestantes, observou que quando a mulher ingere a vitamina D os riscos de o bebê desenvolver problemas respiratórios diminuem.

- Outro estudo feito pela "Universidade da Carolina do Sul", dos Estados Unidos, com 500 gestantes observou que o suplemento de vitamina D previne problemas como diabetes gestacional, parto prematuro e infecções.

Ingredientes:

Óleo de soja, carbonato de cálcio e colecalciferol (Vitamina D3).

Composição da cápsula: Gelatina e umectante glicerina e corante dióxido de titânio.

Gestantes, nutrizes e crianças de até três (03) anos, somente devem consumir este produto sob orientação de nutricionista ou médico.

Efeitos colaterais: Quando consumida dentro das quantidades recomendadas a vitamina D não tem efeitos colaterais.

Sugestão De Uso:

Tomar quatro (04), cápsulas ao dia. Não consumir mais que o indicado.

Não contém glúten.

Produto isento de registro conforme RDC ANVISA Nº 27/2010.

Fabricante:

Grupo Melcoprol - Serviço de informação ao consumidor: (27) 3752-3500